Diretoria deu um grande voto de confiança ao Vinícius Eutrópio.

***Depois de cerca de três horas de uma demorada reunião e que reuniu vários dirigentes, contrariando a vontade da maioria dos torcedores a diretoria da Chapecoense decidiu pela permanência do técnico Vinícius Eutrópio no comando técnico da equipe.

***Para uma reunião demorar três horas é porque muita coisa foi debatida. Muito provavelmente não só a permanência ou não do técnico Vinícius Eutrópio foi discutida, outros assuntos com certeza também foram abordados como, por exemplo, as mudanças que o grupo de jogadores precisa. Alguns vão chegar e outros com certeza irão sair.

***Este foi um grande voto de confiança que a diretoria deu ao técnico Vinícius Eutrópio, pois principalmente entre os torcedores a maioria gostaria da sua saída, mas como de costume mais uma vez a diretoria agiu pelas suas próprias convicções e manteve o treinador no cargo mesmo contrariando a vontade de muitos torcedores.

***Eu estava entre aqueles que entendiam que uma mudança seria positiva no comando técnico da equipe, mas respeito à decisão da diretoria e espero que o Vinícius Eutrópio saiba corresponder a este voto de confiança que recebeu da direção do clube.

***Ele precisa a partir de agora realmente mostrar a que veio. Até agora vimos muito pouco do seu trabalho. Precisa melhor muito em minha opinião e agora vai ter este tempo de rever o que não deu certo e começar as mudanças no time e principalmente no esquema tático.

***Com esse esquema que ele vem utilizando se escapou de cair agora, mas se persistir com ele não dura muito no cargo. Que ele saiba fazer a partir de agora o time render muito mais que vem rendendo é o que esperamos e o que todo mundo vai cobrar. Vida que segue.

***Além da permanência do Vinícius Eutrópio com certeza a diretoria já está tratando da reformulação do grupo. Alguns que ai estão deverão seguir a carreira em outro clube, outros vão parar no banco de reservas e no mínimo uns seis novos jogadores terão que ser contratados e todos para ser titulares, pois o time precisa se reforçar em força física e qualidade técnica para as dificuldades que é uma Série A de Brasileiro.

 

 

 

 

 

Com derrota para o Inter de Lages Vinícius Eutrópio corre risco na Chapecoense.

***Em mais uma atuação muito ruim a Chapecoense perdeu para o Inter de Lages por 2×1 nesta tarde no Estádio Vidal Ramos Júnior em Lages. O Inter foi mais competente e mereceu a vitória. Foi o time que teve mais vontade, pois jogou com mais raça o tempo inteiro.

***Enquanto isso novamente a Chapecoense foi um time totalmente apático principalmente no primeiro tempo. No segundo até que melhorou um pouco, mas não o suficiente para evitar a derrota que lhe coloca na quarta colocação do Campeonato Catarinense. Se terminar assim nem vaga na Copa do Brasil vai conseguir. Muito pouco para um time que foi apontado no inicio do Estadual como um dos prováveis finalistas.

***Como não poderia ser diferente a cobrança sobre o técnico Vinícius Eutrópio é muito grande. Em sua entrevista depois do jogo o presidente Sandro Pallaoro não garantiu a sua permanência no cargo. Este assunto será tratado em uma reunião que será realizada pela diretoria talvez já nesta segunda-feira.

***O diretor João Carlos Maringá também deve ter sua volta oficializada ao clube nesta reunião uma vez que o assunto está muito bem encaminhado e ele também já poderá dar sua opinião sobre o assunto. A decisão cabe a diretoria, mas eu confesso que estou decepcionado com o trabalho do Vinícius Eutrópio.

***Esperava muito mais dele e deste grupo de jogadores que foi formado. Temos motivos sim para estarmos preocupados afinal de contas restam menos de 30 dias para a estréia da Série A do Brasileiro e por isso a diretoria tem que agira rapidamente para reforçar o time para o Brasileiro para que não seja uma participação tão sofrida ou mais do que foi o ano passado.

Tchau Campeonato Catarinense para a Chapecoense. Parabéns para o Joinville.

***Fim de linha para a Chapecoense no Campeonato Catarinense. Com a derrota por 2 a 0 para o Joinville na Arena Condá infelizmente o Verdão do Oeste está virtualmente sem chances de ainda buscar uma vaga a final do Estadual. A partir de hoje a direção do clube já pode projetar o Brasileiro da Série A porque o Estadual já era. É pura bucha.

***No primeiro tempo foi um verdadeiro banho de bola do Joinville. Fazia tempo que não via a Chapecoense ser tão dominada pelo adversário jogando dentro de casa. O Joinville fez 2×0 com extrema tranqüilidade e encaminhou a vitória ainda no primeiro tempo.

***O primeiro gol do Joinville surgiu logo aos sete minutos quando a defesa do Joinville deu um chutão e o zagueiro Rafael Lima mais uma vez falhou feio, Tiago Luis não desperdiçou a oportunidade, abriu o marcador para o Joinville e começou a encaminhar a vitória que depois foi construída com tranqüilidade.

***Este primeiro gol do Joinville desestabilizou por completo o time da Chapecoense que ficou irreconhecível. Um time nervoso e que não esboçou reação nenhuma por estar totalmente desarrumado dentro de campo. Era questão de tempo para o Joinville fazer o segundo gol e não deu outra.

***O segundo gol do Joinville saiu aos 29 minutos depois de mais um lançamento do campo de defesa e que pegou a defesa da Chapecoense totalmente aberta e desarrumada, com isso Wellington Junior se aproveitou e por cobertura ampliou para 2 a 0 com o time da Chapecoense completamente batido em campo.

***No final do primeiro tempo o zagueiro Gutti foi expulso e o Joinville ficou com um homem a menos, mas nem isso serviu para a Chapecoense se impor e tentar pelo menos descontar. Continuou sendo um time desorganizado em campo e que não conseguiu sequer descontar no marcador para irritação do torcedor Verde e Branco.

***Foi uma atuação desanimadora do time da Chapecoense que perdeu o jogo principalmente no meio de campo e time que não tem meio de campo dificilmente tem sucesso. Isso é de responsabilidade do técnico Vinicius Eutrópio que como é natural passa a ser muito questionado, cobrado e contestado pela imprensa e principalmente pelos torcedores da Chapecoense.

***O Joinville mereceu a vitória e a classificação antecipada para a final do Estadual. Ontem deu um chocolate na Chapecoense e o Hemerson Maria deu um banho tático no Vinicius Eutrópio. O Joinville cresceu na hora certa no Campeonato Catarinense. Chega forte na decisão e com grandes chances de decidir em casa com Figueirense e quem sabe depois de muito tempo levantar novamente o troféu do Campeonato Catarinense.

***Mas esta eliminação prematura da Chapecoense infelizmente foi um castigo merecido, pois no momento crucial da competição o time caiu muito de produção. Enquanto estava enfrentando as equipes mais fracas tudo era festa e farra, mas quando passou a enfrentar equipes mais qualificadas como Joinville e Figueirense o time afundou e fracassou. Com toda razão do mundo o torcedor saiu da Arena Condá frustrado e muito preocupado com o futuro da Chapecoense na temporada principalmente na Série A do Brasileiro.

Chapecoense tem mais um jogo decisivo nesta noite contra o Joinville.

 

***A Chapecoense tem nesta noite às 22 horas na Arena Condá um jogo decisivo contra o Joinville que pode determinar o seu futuro no Campeonato Catarinense. Vencendo, continua com boas chances de buscar vaga a final, empatando, fica em situação muito difícil, quase irreversível e perdendo daí as chances se tornarão praticamente nulas.

***Por isso apenas a vitória interessa nesta noite ao Verdão do Oeste. É um jogo com caráter de decisão e é assim que o time e a torcida precisam encarar este confronto contra o Joinville que é o líder do Hexagonal Final e com boas chances de buscar uma vaga na decisão.

***O Joinville merece todo respeito, afinal de contas é o líder do Hexagonal e se vencer já garante vaga a final do Estadual, mas vamos combinar que é um time que a Chapecoense tem sim condições de vencer, só que para isso tem que jogar mais futebol do que vem jogando nos últimos jogos.

***E o que é mais importante. A Chapecoense precisa manter uma regularidade e intensidade durante todo o jogo, pois o time vem oscilando muito durante as partidas. Normalmente começa bem, larga na frente, mas aos poucos vai cedendo espaço aos adversários e acaba caindo de produção.

***Acho que hoje não seria pedir muito que o time buscasse a vitória o tempo inteiro, tomando a iniciativa de atacar, tenta pressionar o adversário e sem recuar se estiver na frente do marcador. Esperamos ver uma Chapecoense diferente no jogo de hoje o tempo inteiro. Time com espírito de decisão. É isso.

***A diretoria acerta ao manter ingressos promocionais para o jogo de hoje. Ala Sul custa R$ 20,00; Alas Leste e Norte: 25,00 e Sociais R$ 30,00. Isso até na hora do jogo na bilheteria da Arena Condá. Precisamos de um grande público no jogo de hoje, pois é decisão.

***O problema que o jogo é as 22 horas que é um horário tarde para quem precisa acordar para trabalhar cedo no dia seguinte, além disso, o jogo passa pela TV aberta, inclusive para Chapecó e região e isso acaba afastando um público maior dos jogos. Mas hoje o torcedor tem que fazer um esforço, comparecer a Arena Condá e incentivar o time o tempo inteiro na busca por uma vitória.

 

Chapecoense vence Metropolitano e terá jogo decisivo contra o Joinville na quarta-feira.

***Boa a vitória da Chapecoense por 3 a1 diante do Metropolitano no sábado em Blumenau. Ainda não foi aquela atuação de luxo que todos esperam, pois em alguns momentos do jogo especialmente no segundo tempo o time da Chapecoense oscilou bastante, mas mesmo assim valeu pela vitória.

***No primeiro tempo a Chapecoense fez um bom jogo. Terminou na frente em 1×0 com gol de Roger e perdeu pelo menos outras duas chances claras para marcar com Apodi que mandou uma bola na trave e outra com Hyoran que chutou pra fora frente a frente com o goleiro.

***O placar mínimo no primeiro tempo saiu barato para o Metropolitano que nada produziu ofensivamente tanto que o Nivaldo não precisou praticar uma defesa sequer. Foi um primeiro tempo de um time só.

***No segundo tempo a Chapecoense começou em cima e ampliou através de Roger que converteu pênalti sofrido por ele mesmo. Placar de 2 a 0 para a Chapecoense dando a impressão que poderia golear até porque logo em seguida o árbitro Sandro Meira Ricci expulsou equivocadamente o jogador Altino do Metropolitano.

***Mas mesmo com um homem a menos em campo o Metropolitano criou coragem, foi pra cima, descontou através do zagueiro Néris de cabeça em falha de Nivaldo que saiu mal do gol e por pouco não empatou o jogo não fosse o Nivaldo se recuperar ao fazer grande defesa em chute de fora da área de Negueba.

***Neste momento inexplicavelmente o time da Chapecoense caiu de produção e quase permitiu o empate do fraco time do Metropolitano. É isso que é difícil de entender o porquê as vezes a Chapecoense parece que puxa o freio de mão e cai tanto de produção no mesmo jogo.

***Menos mal que conseguiu segurar o resultado e no finalzinho do jogo finalmente o William Barbio marcou seu primeiro gol em jogo oficial com a camisa da Chapecoense fechando o marcador em 3×1 para o Verdão. Mais três pontos importantes na tabela de classificação em um jogo em que o resultado novamente foi muito melhor do que a atuação do time.

***O Roger está cumprindo a promessa de ser artilheiro da Chapecoense conforme ele prometeu quando aqui chegou. Já é artilheiro do Estadual ao lado do Vitinho com 10 gols e poderá ampliar esta marca nos próximos jogos e se isolar na liderança da artilharia. Tem presença de área e sabe fazer gols.

***Nos outros jogos deu a lógica. O Figueirense mesmo jogando fora de casa venceu o Criciúma por 1×0 e o Joinville venceu o Inter de Lages com mais uma péssima atuação do seu Heber Roberto Lopes pelo placar de 2×1.

***No meio de semana a Chapecoense recebe o Joinville que se vencer garante uma vaga na final do Estadual e o Figueirense recebe o Metropolitano. Para a Chapecoense apenas a vitória interessa para ainda se manter com chances de ir a final. Tem que ganhar do JEC. Não tem outro jeito.

 

 

Só a vitória interessa a Chapecoense contra o Metropolitano.

***O time da Chapecoense teve uma semana inteira para descansar, recuperar as forças, refletir, treinar e se preparar bem para o jogo decisivo de hoje às 16 horas contra o Metropolitano no Estádio do SESI em Blumenau. Apenas a vitória interessa a Chapecoense para que ela se mantenha com chances de ainda buscar uma vaga a final do Estadual.

***O técnico Vinícius Eutrópio levou 20 jogadores para Blumenau e pelos jogadores que viajaram ele tem condições de colocar um bom time em campo e ter ainda um bom banco de reservas. Está na hora deste time voltar a jogar um melhor futebol e pelo material humano que tem em mãos esta responsabilidade é do técnico da Chapecoense.

***Ele deve começar o jogo com Nivaldo, Apodi, Rafael Lima, Vilson e Dener; Wanderson, Gil, Hyoran, Maranhão e Ananias; Roger. Ficariam a disposição ainda: João Paulo, Abuda, Neto, Richarlyson, Elicarlos, William Barbio, Neném, Maylson e Camilo. Convenhamos que é um bom banco de reservas e por isso que o time tem obrigação de render muito mais do que vem rendendo.

***Naturalmente que o Metropolitano que está há quatro jogos sem vencer e está em busca de recuperação na competição merece todo respeito, mas a Chapecoense tem todas as condições de vencer e se manter viva na briga por uma vaga a final do Estadual. Apenas a vitória interessa. Qualquer outro resultado e as coisas se complicam ainda mais.

 

 

 

 

 

 

Semana de treinos na Chapecoense visando o jogo contra o Metropolitano.

***Desde que começou o Campeonato Catarinense esta será a primeira vez que o técnico Vinícius Eutrópio vai ter uma semana inteira para treinamentos e para melhorar o que não vem dando certo na Chapecoense nos últimos jogos. O sistema defensivo do time continua muito sólido, mas o ataque merece uma atenção especial, pois caiu muito de produção no Hexagonal Final.

***Quem melhorou muito nos últimos jogos foi o Joinville que andava mal na competição, mas que neste momento por incrível que pareça é o líder do Hexagonal e com boas chances de chegar à final.

***E saber que o Joinville só está no Hexagonal porque empatou em 0×0 com a Chapecoense na última rodada da primeira fase lá em Joinville. Se naquela ocasião a Chapecoense que jogou com um time misto poupando vários jogadores titulares tivesse vencido teria eliminado o Joinville.

***Pela classificação do Hexagonal Final os grandes favoritos para chegar à final são Joinville e Figueirense, a Chapecoense ainda tem chances, mas neste momento corre por fora justamente por ter empatado com Criciúma e Joinville dois jogos que poderia ter vencido e por ter somando apenas um ponto nos dois últimos jogos contra o Figueirense. Por isso que a situação da Chapecoense é complicada neste momento.

***Para ainda chegar à final a Chapecoense muito provavelmente terá que vencer os quatro últimos jogos que restam e ainda torcer por tropeços de Joinville e Figueirense. Na próxima rodada do final de semana tem que vencer o Metropolitano em Blumenau e torcer para que o Criciúma tire pontos do Figueirense e quem sabe o Inter de Lages cometa o crime em Joinville.

***Quem anda muito valorizado no futebol catarinense é o João Carlos Maringá que no ano passado trabalhou na Chapecoense, mas neste ano preferiu ficar fora da diretoria. Ele já foi procurado nos últimos dias por Avaí e Criciúma para ir trabalhar lá como dirigente remunerado. Vamos aguardar para ver se estas negociações irão evoluir ou não.

 

 

 

Empate com Figueirense deixa Chapecoense em situação difícil no Hexagonal.

***Segue a sina da Chapecoense não conseguir vitória sobre o Figueirense. Já são sete jogos sem vitória contra o clube da capital do estado. Este empate em 1 a 1 é um resultado que complica muito a vida da Chapecoense na classificação do Hexagonal Final do Estadual. Buscar a vaga a final ainda é possível, mas ficou bem mais difícil.

***Pior que a Chapecoense foi melhor do que o Figueirense no jogo. Mas faltou força ofensiva para buscar a vitória. Faltou lucidez. Por isso mesmo mais uma vez o empate teve um sabor amargo. Era jogo para vencer, mas o Verdão infelizmente não conseguiu este objetivo.

***Não faltou garra, não faltou vontade e não faltou coragem a Chapecoense, mas infelizmente faltou força ofensiva, faltou alguém para mandar a bola para as redes. Isso é tudo no futebol.

***Destaque na Chapecoense para o Hyoran que é contestado por alguns torcedores, mas ele chamou a responsabilidade, mandou bola na trave, fez um golaço e no segundo tempo quase faz outro bonito gol que poderia ser o da vitória, mas o goleiro do Figueirense fez uma grande defesa. Pena que só o tinha o Hyoran pra chutar a gol. Depender apenas dele foi decisivo para a Chapecoense não vencer o jogo.

***O empate acabou sendo bom para o Joinville que com isso assumiu a liderança isolada do Hexagonal Final. Neste momento os favoritos para ir à final são Joinville e Figueirense, mas a Chapecoense pode chegar lá porque não tá morto quem peleia.

 

 

 

 

Joinville vence Criciúma e assume liderança do Hexagonal.

***Como era de se imaginar neste sábado o Joinville ganhou do Criciúma por 1×0 e assumiu pelo menos temporariamente a liderança do Hexagonal Final do Campeonato Catarinense com 13 pontos. Está firme e forte brigando por uma vaga a final da competição.

***Com isso aumenta ainda mais a necessidade de uma vitória da Chapecoense diante do Figueirense. Se o Figueirense vencer a situação da Chapecoense vai ficar bastante complicada para não dizer irreversível na briga por uma vaga a final. O empate será um resultado razoável para o Figueirense, mas não para a Chapecoense.

***Diante disso esperamos que a Chapecoense possa depois de seis jogos sem vitórias quebrar esta escrita incomoda diante do Figueirense. Mais importante de tudo é a vitória e os três pontos. Qualquer outro resultado será desastroso.

***Para isso o time vai ter que jogar tudo que sabe e com atitude diferente dos últimos jogos contra o Figueirense e, além disso, contar com o apoio incondicional dos seus torcedores que terão papel importante apoiando o time neste jogo decisivo para as pretensões do Verdão.

 

Figueirense mereceu a vitória, pois foi muito mais time que a Chapecoense.

 

***Continua a sina de a Chapecoense não conseguir segurar o Figueirense. Ontem em Florianópolis mais uma vitória do clube da capital por 2×1. Este foi o sexto jogo entre ambos sem vitória da Chapecoense e a quarta vitória consecutiva do Figueira sob o comando do técnico Argel Fucks. E, diga-se de passagem, mais uma vitória muito merecida, pois o Figueirense foi mais time e teve mais competência.

***Todo mundo sabia que ontem seria o principal teste para a Chapecoense neste Campeonato Catarinense e o time infelizmente decepcionou.

***Mostrou ao longo do jogo que precisa melhorar e muito se quiser ir para a final do estadual e quem sabe brigar pelo titulo e tem que melhorar muito mais ainda para a Série A do Brasileiro. Foi uma derrota preocupante a de ontem para o Figueirense.

***O pior é que no primeiro tempo a Chapecoense foi bem, fez um jogo absolutamente igual e venceu por 1×0 com gol marcador pelo zagueiro Vilson. Por sua vez o Figueirense pouco assustou no primeiro tempo.

***Mas no segundo tempo a exemplo de jogos anteriores o técnico Vinícius Eutrópio adotou novamente a estratégia equivocada de recuar o time e tentar jogar apenas no contra golpes. Foi um erro fatal que facilitou a vitória do Figueirense.

***Com a Chapecoense totalmente acuada em seu campo de defesa o Figueirense partiu pra cima e patrolou a Chapecoense no seu campo de defesa.

***Para piorar ainda mais as coisas o Vinícius Eutrópio mexeu mal no time, tirou o William Barbio e ao invés de colocar um homem de meio ou de frente colocou o zagueiro Netto. Daí pediu pra perder o jogo e conseguiu. Não demorou para o Figueira virar para 2×1 com dois gols de Clayton.

***Não tem como negar que a derrota passou literalmente pelas escolhas equivocadas do técnico Vinícius Eutrópio que ao final do jogo ainda tentou justificar a derrota por erros de arbitragens e até usando o vento como argumento. Isso ai deixou o torcedor mais irritado do que já estava. Bicho feio.

***Pra completar uma noite que deu tudo errado o Joinville venceu fora de casa o Criciúma por 2×0 e passou a Chapecoense na tabela de classificação estando neste momento na vice-liderança do Hexagonal com a Chapecoense na terceira colocação.

***Nada está perdido, a vaga a final ainda pode ser conquistada, mas o time tem que melhorar muito e o treinador rever suas convicções. Quem sabe esta derrota da maneira como aconteceu sirva para dar uma sacudida no time da Chapecoense já para o jogo do próximo domingo contra o Figueira em Chapecó.